sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

PARA TODOS OS QUE AMO

PAZ, LUZ, AMOR, PROSPERIDADE...

Junto aos outros sentimentos repleto de virtude.

FELIZ 2011 ! ! ! ! ! !

ERA UMA VEZ 2010...

Fotografia: Catarina Leitão

Mais um ano que vai e outro que vem... então, a hora, o momento, a enésima oportunidade é agora. Definitivamente vou tomar vergonha na cara e alcançar meu objetivo: emagrecer. Porque fazer as pazes com meu espelho não tem preço, no entanto, sei que é um grande desafio, e este: está lançado. Minha meta é reeducação alimentar junto à caminhada e a balança em dia como aliadas e, acima de tudo, manteremos uma grande e calorosa amizade! Quem espera com fé, determinação e disciplina sempre alcança. Afinal o cosmo conspira a favor dos que acreditam. Alimento-me dos sonhos possíveis, ora pois! É com alegria, percalços e esperança; dias sim, dias sim...

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

VIAJAR é VIVER ! ! ! ! !

Quando desembarcamos em VENEZA, estremeci. Toda aquela luz, aquela magia, aquele esplendor verde-esmeralda balouçava como se nos convidasse para uma voltinha de gôndola. Eu adoeci naquele frio de doer, então atribui minha condição débil a cidade (risos). Talvez eu tivesse uma espécie de autopreservação do todo belo. Mas não se incomode se sou assim tão “clicheriana”, faz parte de minha personalidade ariana. La Sereníssima além de ser surpreendente com uma atmosfera de feminilidade, me pegou totalmente desprevenida, e foi uma loucura meu olhar ostentar rara beleza. Pobre de mim!, eu não estava acostumada com aquilo. Suas águas me perturbaram: era muita história, muito luxo, romantismo, sensações à flor da pele e tamanha inspiração. Não suportaria desfrutar os tantos músculos que o lugar impunha para ter de voltar pra casa; ficou lá um pouco de mim.

ACESSÓRIOS

Hummm... me gusta mucho ! ! !

PAUSAS

Eu, francamente, gosto.

PORQUE

A vida é feita de hiatos...

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

É BRILHANTE

Sentir a própria evolução como ser humano; eis quando nos damos conta que somos apenas um grão de poeira no mundo.

AO FIM DA TARDE

Em ritmo de caminhada e ganas de tentar outra vez meu objetivo maior, o percurso parecia bem mais tranquilo. Ainda tinha (pela frente) meia hora pé-ante-pé junto ao mormaço que entrava desaforado pelas minhas ventas.

CALE-SE

Não preciso que me diga asneiras!

E SÃO TANTAS

As pequenas coisas...

MUITO MAIS FELIZ

E perguntou no meio de um sorriso o que é preciso para ser feliz? Amar como JESUS amou...!

VONTADE

Dá e passa...

CERTAMENTE

É leviano dizer que os fins justificam os meios.

SEMPRE QUERIDOS

Sinto deveras saudades de meus avós por parte de mãe: os que convivi desde pequena. Cada um era mais maravilhoso que o outro por diferentes motivos. Um me apresentava o sol, o outro buscava o sol pra mim. Vovô Oliveiros e Vovó Neném eram seres pra lá de extraordinários.

AQUI E ALI

Sou cuidadosa, organizada e valorizo minhas coisas. Penso que é mais fácil ser ordeira que bagunceira. Por vezes me acho exagerada, sistemática e tento sair dessa condição; cansa muito. Gente perfeccionista assim como eu sofre pra caramba.

sábado, 25 de dezembro de 2010

T E S T E M U N H O

Fotografia: Catarina Leitão; Catedral de São Tiago, Galícia - ES

ONTEM para mim foi um dia alegre até o momento em que vi meu copã chateado. Não gosto de vê-lo aos pedaços sem o seu largo sorriso no rosto. Se meu querido amor fica sorumbático e decepcionado com o que lhe é mais caro; pois sim, eu também ficarei desolé! Nossa véspera de Natal teve o verdadeiro espírito natalino e foi agradabilíssimo desfrutar da família em união como há muito tempo não tinha essa sensação. Mas, sucedeu a pedra que há muito tempo eu havia cantado e o mancebo nunca acreditara nas minhas percepções. Aconteceu o que previ desde sempre. Às vezes a desilusão é vital para fazer acordar quem esteve a dormir por mais de trinta anos. Talvez seja seu pior desapontamento desses anos laboriosos, no entanto, penso que será transformador, pois além de alargar seu olhar para assuntos antes jamais imaginados, fará com que tenha mais verticalidade diante de situações inesperadas. Então, nesse ano quase findo o próprio aprendeu que => amigos podem não ser tão amigos como desejamos. Eles nos colocam em nosso lugar e fecham portas em nossa cara quando bem entendem; porém, DEUS, abrirá quantas janelas for possível ao filho determinado, obstinado e lutador. Meu marido é assim, cheio de fé! A princípio as decisões não serão fáceis, eu sei, mas servirão para fortalecer sua casca quebradiça. Faz parte de todo crescimento profissional e pessoal. Um passo de cada vez, se recuar dois, avance outra casa no jogo dos que jogam vestidos da ética. É com fidelidade e esperança no SENHOR que o Sol nascerá para todos... em cada amanhecer.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

2 0 1 1... L U Z

Fotografia: Catarina Leitão, Santiago de Compostela - EsQue 2010 leve consigo coisas mal resolvidas e traga ventos frescos de alegria, paz, amor e prosperidade. Que todos realizem seus sonhos mais sonhados: um trabalho digno ou apenas um bom emprego, um bom companheiro(a), um filho(a), reatar amizades, um coração puro, uma casa, um cachorro, uma bicicleta, um carro, uma plástica de nariz, uma viagem, um bom dinheiro, uma boa escola, um bom governo, comida na mesa; o sol, a chuva, o dia, a noite, o afeto, enfim... Que todos que amamos tenham saúde pra dar e vender, abraços e sorrisos pra alegrar o mundo. E aos que gostam de se derramar na escrita assim como eu, que sua verborragia seja avassaladora ou apenas palavras de bem que chegue aos outros. Que 2011 seja um ano bem-aventurado; que as pessoas sejam melhores, mais maduras e sábias. Que o Novo Ano que se inicia seja menos sôfrego, mais ponderado e racional; que seja muito, muito melhor, pois nada é mais importante que a própria essência melhorando a cada dia.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL À TODOS ! ! ! ! ! !

O Natal me motivou desde a infância a estar mais alegre, mas também sempre me deu a impressão que faltava o menino na manjedoura participando de sua própria festa. O mais curioso da tradição e do consumismo desenfreado dessa época, são as filas que enfrentamos pra comprar presentes e mais presentes, no entanto, esquecemos quem realmente merece toda nossa devoção e sentimento de valor: Cristo Jesus.

L A R

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

NA FORÇA DE DEUS ! ! !

PELA enésima vez retomei a caminhada, e aos pouquinhos. É um dia após o outro, é como um viciado em nicotina, em cocaína, um alcoólatra, uma mulher que ama demais; cada dia é um dia que venço a mim mesma. A princípio foi pra lá de ruim, depois ficou péssimo, ontem foi menos custoso. Sinto um pouco de alegria e coragem para superar cada pequena recaída. Mas essa tarefa hercúlea já estava inadiável.

sábado, 11 de dezembro de 2010

¿ H O L A C A T Y !

Anne Hathaway

bela....

CONSIDERAR OS PORMENORES

Fotofrafia: Catarina Leitão; Arte: Selena Nery

HÁ DIAS tristes, inevitavelmente. Tantos motivos tornam nossa alma obscura, tantas besteiras que fazemos e sofremos. Gestos, sutilezas, palavras, frustrações e até os nadas. Vez em quando fico aflita e, paá... apodera-se de mim a melancolia. Mas, pensando bem, não é de todo ruim ficar triste, é até um estado de mergulho interior, de se retratar conosco por coisas que vivemos, é uma espécie de auto-análise mesmo. Apenas eu sei o que sinto e o que se passa dentro de meu peito: se dói ou condói. Ninguém apetece estar conosco quando estamos angustiados senão quem nos ama de verdade. Quando fico triste sei que estou mais viva do que quando estou alegre. É esse sentimento de dor que me faz retroceder para coisas que a euforia não faria, nunca. Tristeza é aprendizado: é procurar entender meus problemas e achar solução para eles, é ficar em silêncio profundo e absoluto, é dar pausa para ouvir os sons do meu próprio corpo; este que tem muito a dizer.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

PERFUME DO BEM

Fotografia: Catarina Leitão - 2009/ España

O RIO DE JANEIRO foi tomado pelas Polícias Militar, Civil, Federal e mais as Forças Armadas. Todas unificadas contra a violência do tráfico. Mas até quando e em que tempo vai perdurar essa harmonia? Como eu queria acreditar que este fato histórico arrasasse de vez com o Poder Paralelo! Como eu gostaria de acreditar nas forças do bem para o bem comum! Como eu (e todo brasileiro) desejo o equilíbrio de uma cidade, de um país, de seu povo! Não, eu não quero apenas um buquê de rosas ou um punhado de gérberas, para encenar ao mundo e depois voltar à mesma situação deprimente. Quero para meu país todos os jardins de todas as flores e frutos perfumando sorrisos espocando: Ordem e Progresso. Quero o céu infinito, o mar imenso, o ar cheio de frescor e um a um de nós – brasileiros – dando as mãos na esperança da segurança conquistada, merecida, revelada. Eu quero um mundo melhor cheio de marias-sem-vergonha, malmequeres, rosas, margaridas, lírios, violetas, girassóis e tantas pétalas sobre nossas cabeças nos presenteando a Força do Bem. Porque o que deve ser expandido é o amor, a amizade, a educação, a segurança, o labor e o lazer orquestrando a vida de todos. Eu quero o aroma da lavanda brindando a dignidade em cada manhã. Ao meu país eu quero a singeleza, a delicadeza, dias clarificados, tardes mornas, noites tranqüilas e ar com cheiro de PAZ em cada canto; e em nós, o perfume de tudo.

domingo, 5 de dezembro de 2010

REFLETIR SEMPRE

Fotografia: Catarina Leitão, Compostela - EsHOJE, final da tarde, sozinha, em casa, ouvindo o som da minha própria respiração, era um silêncio absoluto: orando, agradecendo, pedindo, ponderando. São nesses instantes em que converso comigo, é nessa hora que ponho a reflexão em dia, é sempre nesse pedaço de tarde que planejo coisas, relaxo a mente e imagino a vida diferente. É nesse momento íntimo que o sossego sabe a cumplicidade. Por vezes esmoreço em queda de choro, mas depois, o pranto lava tudo, e então, reina a paz interior.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

ACERTO DE CONTAS

Fotografia: Catarina Leitão, La Coruña - Es

EU DESSANGRO minhas mágoas; ele carpe as dele. Não conhecemos o amor apenas de ouvir falar. Namoramos, apaixonamos, casamos, parimos (e acredito que ainda nos amamos, mas não nos queremos mais). Estou perdidamente confusa no que decidir. Estamos separados vivendo juntos, é fato, no entanto, algo mais forte não nos deixa largar o osso. São tantos problemas, considerações, preocupações que afligem cada um de nós dois. Estamos à deriva, talvez perto de afogar. No fundo, no raso e no meio de tudo isso há confrontos, pelejas, atritos, atropelos e muita falta de querer que dê certo. Tenho tirado leite das pedras, mas não consigo depurar o que há de ruim dessa relação. Desapareceram as coisas lindas ao longo dos anos. A paixão declinou e querer bem nega sua robustez, enfim, não há delicadeza e bem menos ainda a motivação para remediar. É nebuloso e dramático viver sem graça! Preciso tirar um ano sabático, viajar, sorrir, correr o mundo, deixar depressa essa situação angustiante. São desejos oponentes e imperativos: ou afundamos com o barco de vez, ou resgatamos nossos pedaços que estão pela praia. Por todos os mais erros que acertos, mais as perdas que os ganhos vividos por tanto tempo, não estou alegre e nem poderia estar. Entretanto, ainda sou uma pessoa otimista por excelência. Juro solenemente.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

UM BATOM FAZ MILAGRE

Minha turma da adolescência era mil e uma utilidades: do tipo uma-ajuda-outra-e-não-se-fala-mais-nisso. Lembrei agora de uma grande amiga, a Tânia. Quando estávamos nos emperiquitando para sair ela dizia: “ - Tá na hora do batom tchuurma, vamos pintar em todas nós a mesma cor pra arrematar a beleza das gatas, oh! Depois vamboora pra guerra campear macho”. Nossa (risos)! Como eram maravilhosos aqueles momentos de cumplicidade e parceria. Cada etapa da vida uma conquista. Ah, que saudade daquele momento em que destacávamos o frescor de nossa juventude com o Pink Mata-macho (não era da YSL). O bom das peripécias que vivi é que soube aproveitar com encantamento aquele tempo - sem explicação de belo.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

HÁ IMAGENS

Fotografia: Celina Nery, 2010 Tão belas...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

DO AMIGO

Fotografia: Catarina Leitão, Vitrine em Paris - 2009AOS vinte anos - mais ou menos - eu tinha na amizade algo a nunca perder de vista. A pessoa podia sumir por uns tempos ou mudar pra Sibéria, mas eu dava um jeito de conseguir entrar em contato com ela. Naquela época eu era menos individualista e mais gregária, daquelas que jamais permitia o destino influindo e desencontrando meu amigo(a), isto é: até eu casar e achar que casamento, filhos e irmãos seriam meu oxigênio; mas nao, não preencheram a lacuna "amigo". Cortei laços com alguns depois que casei e hoje sinto tanta falta da boa palavra deles, da presença silenciosa deles, do sorriso-toque-abraço deles. É de cortar o coração quando lembro minha fauna maravilhosa, companheira e cúmplice: os meus amigos eram irmãos de fé. E embora esteja longe da presença física de cada um sei que estão por aí... ainda meus amigos.

VIAJAR...

Fotografia: Catarina Leitão, Segóvia - Espanha TENHO uma espécie de birra e preconceito para os que podem, mas não apetecem viajar. Identifico-os logo como “viseiras”, já que aprisionam a possibilidade de conhecer, explorar, desbravar, ousar. Depois percebo quanta intransigência a minha! Cada um é como é. Mas é porque viajar pra mim é comparável às coisas essenciais, é algo que me ajuda a descomprimir o peso do cotidiano, é como viver mais suave.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

PORQUE AMO ESSE LUGAR

Fotografia: Celina Nery, THE-PI - 2010GOSTO porque é tão poético como também arrebatador contemplar no céu o arco que traz a esperança.
GOSTO tanto, tanto e tanto daqui que falta-me o fôlego... por essas bandas paira um dos mais belos poentes do planeta! Simples assim...

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

SALVE PEDRO ! ! ! ! !

Hoje é dia do reino de Dom Pedro! E neste palácio de afetos comemoram-se seus 16 anos de vida com toda pompa que merece. Pedro é um garoto lindo, saudável e tem muita bondade no coração. O formato de seus olhos dá a impressão de olhar triste, pois ele é hipermétrope e astigmata; o que às vezes pode parecer ter também presbiopia, no entanto, seu olhar é fundo, profundo, franco, cheio de alegria, amor e ventura. Eu, que faço sempre tudo - ou quase tudo - para vê-lo feliz, não poderia deixar de celebrar esse momento com aplausos, nossos familiares, música e muito mimo pra meu nobre rebento. Em 1994, às 08h25min da manhã nascia meu príncipe na Vila de Belo Horizonte. Porque meu ilustre fidalgo foi criado tal um nababo, cheio dos rapapés: muitos beijos, atenção e carinho. Eis então meu principezinho que hoje ascende seu título para o Honroso Dom Pedro Santos. Salve Pedro!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

DOS FILHOS

LEMBRO-ME como se fosse ontem o tempo que eu passava a mirar minha cria quando era bebê. Olhava-os por horas com rigor, cuidado e admiração. Contemplava seu soninho com amor que mais parecia um culto de vigília. Sim, eu cultuava meu olhar para eles com devoção e esmero, como se fosse seu anjo da guarda a zelar o berço mais importante, precioso e abundante do universo. Porém, aquele desvelo me dava uma sensação de perda que nem sei aqui como explicar direito. Talvez fossem os problemas que viriam trazidos pela vida - sempre foi e é assim nas famílias. E de tanto velar àquele sono esqueci que os dias correriam com a velocidade do vento, inevitavelmente. Eles cresceriam, adolesceriam e causariam tamanhas preocupações. Mas de uma coisa eu tenho certeza: os rebentos carregam nosso coração em seus corpos. Parece um pouco sem razão de ser, mas os filhos devem ser criados por nós (e) para o mundo, no entanto, meu coração de mãe flagela-se além da medida. Sempre está em sístole, diástole, sístole, diástole, sístole, diástole... por eles.

domingo, 14 de novembro de 2010

ARREPIANTE ! ! ! ! !

MY GOD, O CÉU OUVE O POETA ! ! !

MEU FILHO, MEU HERÓI ! ! !

Foto de celular: PedroA CADA dia dou conta que o bairro que eu moro é uma roça. Putz!

SIMPLES ASSIM

SABE, meuvéio! Aquele empenho ampliado que zela, cuida e protege? Sou das mais diligentes quando amo. Eu conquisto, dou ar e água à plantinha. Porque amar é sempre cativar. A vida não é só alegria, não é só tristeza. Ela é muito mais, além disso... A vida é aprendizado, solicitude e compromisso de construir a própria felicidade, mas também ter sabedoria para partilhar adversidade e ventura. É preciso saber viver... já disse o poeta.

sábado, 13 de novembro de 2010

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

COMO DIRIA DOURADO

SÉRGIO ABREU:
"SEJE HOMEM!!!"

MI HIJA, MI VIDA

E MESMO que essa saudade que cresce não aceite o meu convite de findar, então que ela saiba ao menos que resolvi mostrá-la como prova de que algo maravilhoso vivemos em Beagá. Em mim habita uma espécie de porta-retrato guardando aquele tempo bom.

ACESSÓRIO FAZ A DIFERENÇA

A última sensação do momento que virou febre geral são os relógios da Michael Kors; um pequeno mimo que vale uma baba, mas são terrivelmente lindos!

“CANTAR PRA MIM É SACERDÓCIO. O RESTO É O RESTO”. ELIS REGINA

MEU dia hoje começou assim... coloquei Elis em DVD e disse: então canta pra mim, ó mulher!!!

OUÇO ELIS; CHORO

"A música é meu arco, minha flecha, meu motor, meu combustível e minha solidão. Amigo, cantar é um ato que se comete absolutamente só e eu adoro."

"Amo a música, acredito na melhoria do planeta, confio em que nem tudo está perdido, creio na bondade do ser humano e intuo que a loucura é fundamental. Agora só me faltam carneiros e cabras pastando solenes no meu jardim. Viver é ótimo."

"Neste país só duas cantam: Gal e eu."

"A lucidez me leva às raias da loucura."

"Eu fiz vários shows, vários discos e vários filhos."

"Tenho o prazer de me danar e me recompor sozinha, não preciso de muletas."

"Sou músico sim, meu instrumento é a voz aliado à palavra. Não aceito discriminação."

"Não passo o dia olhando pro meu umbigo para ver se nasce um pé de couve."

"A vida vai bem, obrigada. E, mesmo que não fosse muito bem, quando a gente está com um escore mais ou menos 95 a 5, a gente não pode se queixar. Filhos simpáticos, marido bonito, conjunto maravilhoso, teatro lotado, cabelo novo, dente obturado, a cuca tratada, roupinha nova no guarda-roupa, os amigos freqüentando a casa, aquelas coisas. Se queixar é querer demais. Então está tudo como o diabo gosta."

“Eu sou do contra. Não vão me dirigir não. Decifra-me ou devoro-te? Não vai me devorar nem eu me decifrar, nunca. Eu sou a esfinge, e daí?"

"No Brasil, a aspiração é americana, mas a organização é macunaímica".

"Se Deus cantasse ele cantaria com a voz de Milton".

"Entre a parede e a espada, me atiro contra a espada”.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

AO COSMO

Visualizo eu emagrecendo ! ! !

Ó PAI ! ! !

Emagrecer não é fácil, não! Requer muita força de vontade para não perder o foco.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

A LA JOÃOZINHO

FAZ um tempão que tô com vontade danada de "torá" meu cabelo a La Joãozinho tal quando fiz em 1995. Quero ver se arrocha meus parafusos que andam numa frouxidão daquelas. Mas meuvéio disse que além de eu não ser uma Katie Holmes (com ela combina e muito), o que eu preciso mesmo é exercitar a calma e assim aprender a me administrar em doses homeopáticas. É vero marido, mas se eu tivesse esse rostinho lindo aí, eu lá queria saber de calma. Tu irias me pagar o que me deves(risos)!!!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

VAZANDO...

Todos somos devorados pelo tempo...

FILHOS

A ingratidão não tem caráter!

CARAMBA CARAMBOLA

Este blog tá parecendo mais um twitter!!!!

SEM PREÇO

O tempo passa e rouba da gente nossos melhores momentos, deixa-nos saudade. O cheiro do café coado com broa de milho feito pela vovó. Colher laranja-lima e saborear lá mesmo. Friccionar uma folha de limão e sentir o cheiro, sorrir com o perfume da tangerina ao ser descascada, sentir o amargor compensatório do limão-doce livre de acidez.

VELOCIDADE

Agosto passou a gosto de DEUS; dezembro está chegando para desgosto de muitos...

SONHAR

Eu tenho sonhado cada sonho louco, daqueles difíceis de descrever e entender.

D I Z E R

As palavras que escrevo ou digo?! Não mudam a humanidade, mas podem fazer a alegria e a tristeza de alguém.

PENDULAR

Flutuo sensações sazonais.

FRUSTRAÇÃO

É dor física e nada mais...

RECUERDOS

O pé de guabiraba e eu. Escolhia as maiores - fruta saborosa - e tão despretensiosa, era capaz de me fazer feliz ao explodir no céu da minha boca. Não existe sentimento mais revigorante que as lembranças da infância.

PASSOU MAS FICOU

A pitombeira lisa após a chuva da noite, o cheiro da terra molhada, o chão úmido e frio, comer azeitona roxa em cima do pé. Ah, posso ainda sentir o sabor! Trago de volta à minha mente o gosto da azeitona roxa às vezes doce às vezes travosa.

ACEITO DE BOM GRADO

O elogio e a crítica com parcimônia.

MORDO-ME

NÃO!

Não gosto de ferir o outro; dói também em mim...

SIM...

as palavras podem fazer alguém feliz.

ENTER

TENHO grande consideração por este blogue; ele é minha tamanha felicidade e minha imensa vulnerabilidade. O que me deixa curiosa comigo é, sem delongas, o fato de eu estar sempre me estressando com coisas pífias. Tudo que permito fazer com minha pessoa se aplica a alguns conflitos guardados nas gavetas emocionais. Acho que tenho algumas três, ainda.

E S P E R A N Ç A

Fotografia: Catarina Leitão, 2009 Catedral de Santiago - Es

Não é uma questão de relativizar, mas penso firmemente que existe ato certo e ato errado que pode gerar conseqüências péssimas. Sabe-se que há uma fronteira tênue que separa o bem e o mal. Eu que pouquíssimo leio a Bíblia sei que lá está em várias citações escrito sobre o maniqueísmo. E não há como negar que o mal está dentro de cada um dos habitantes da terra; este mal que talvez nasça com cada um de nós, é intrínseco e inegável, mas são as situações que rasgam o cotidiano mostrando a avaria. Jamais o mal conseguirá ficar camuflado pelo simples fato de estar mixado em nossa imperfeição. Nessa estrada de ir e vir retocamos um erro aqui outro acolá para assim retomar questões relevantes, pois a vontade de acertar continuando a labuta é fecunda. Como dizia uma querida vizinha de Beagá: “Selena, há de vencer a força do bem”.

domingo, 7 de novembro de 2010

AH, VIAJAR ! ! !

Fotografia: Catarina, Milão - Itália - 2008 Tem gente que é viciado em trabalhar, outros em comprar, outros em limpeza, muitos em drogas, outros em sexo, alguns em doces, muitos em cervejarrr, tantos em maledicência, outros em se masturbar, alguns em adrenalina, outros em rezar... e alguns - assim como eu - são viciados em VIAJAR......!

PARA SORRIR MAIS

Fotografia: Catarina Leitão, Galícia - 2010O PAPEL branco, imaculado e nu tem a mesma fragilidade de minha pele cheia de sal. Proponho tornar minha escrita mágica e transformadora do bem. A vida pode ser flor que pode virar letras. São os riscos da verborragia oferecida, derramada, imprimida. Mas elas saem de mim deslizando como chuva de pensamentos em tons vigorosos e belos; deslizam no bambear das folhas. Desenho palavras a fim de dessangrar meu vale de dores e minhas alegrias. Choro pra libertar o riso. Em seguida... bebo-me. Gole a gole.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

LÉPIDA E FAGUEIRA.

Nathaly fotografada por sua mãe. Cel/2010

MINHA irmã me chama de mãe de misse e eu sou mesmo, assumo. Mas também sou um tanto tia de misse. Ela vive de afetos, ama a liberdade, sofre em silêncio, chora baixinho, adora sorvete e sonha com dias melhores. Ela tem a voz perfeita (quando canta o "L" eu fico abobada). Ela seduz com o sorriso, seu rosto luminoso, seu cabelo bem arrumado, sua maquiagem primorosa, seu sapato pink, sua blusa de oncinha. Ela é quase uma médica. Ela é inteligente, é jovem, é educada, é vaidosa, é charmosa, é sensual, é brincalhona, é prestativa, é romântica e pode ter um pouco em si de Amélie Poulain... e ainda por cima ela é linda.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

OPSs...

MINHA filha disse ainda pouco que acordei frugal. E eu respondi que sim, que hoje seria meu dia de frutas em geral, e que de tardinha retomaria o cooper. Ela riu e disse: - não mãezinha, falo no sentido figurado.

B E M - Q U E R E R

Alice fotografada por sua dinda, Catarina (2010)

TALVEZ eu seja mais forte que penso ser porque reconheço as minhas tantas fraquezas, e mesmo tendo consciência que elas existem, ainda ouso - um pouco sem jeito -, conjugar o verbo amar...

sábado, 30 de outubro de 2010

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

DA MÉDIA QUE A MÍDIA FAZ

... pra mim A FAZENDA3 acabou ontem com a saída do SERGINHO MALANDRO!!!

Acompanho a carreira do SM desde que me entendo por gente, e não sinto apenas pesar por ele ter sido eliminado, eu estou extremamente decepcionada. Sempre vi preconceito em Brito Jr pelo Malandro; não só eu, mas todos seus torcedores que assistem com afinco a este reality show. Como acreditar nessa mídia que trata as pessoas como descartáveis? Como acreditar numa tevê que não respeita o público cortando cenas importantes e destacando outras pífias? A Record ao se fartar do "glú glú yé yé" o jogou fora com a sua tendenciosa edição! Ah, mas se a Globo chamasse o Malandro pro BBB11?!?!?! Humpf... a "vingança seria malígrina"!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

EVA, EVITA, EVINHA, EVELINE; SÃO MUITAS

Fotografia: Eva, Lurde e Sela... não me canso de partilhar o sentimento bom que ofertamos uns aos outros em pequenos goles, no entanto, dou-me conta de diariamente ter de renová-los. Cada dia um espontâneo recomeço, uma livre reconquista, um naco de amizade e confiança. Sempre foi e será aquele velho assunto dos laços não garantidos na velha sabedoria de cativar a flor e regar a plantinha. Em pequenas ações demonstro que te amo, mas sei que precisarei cultivar meu gostar em todo tempo. E por acreditar nisso, assim o faço. FELIZ ANIVERSÁRIO, irmã querida! Saúde, amor, prosperidade. Deu pra ti... busco o sol, uma estrela, a lua.

domingo, 24 de outubro de 2010

sábado, 23 de outubro de 2010

QUE PAPELÃO ! ! !

Nosso presidente está pra lá de descompensado. Como pode um presidente virar cabo eleitoral de alguém e viajar pra pedir voto? Isso deveria ser proibido, gente! Eu vejo o chefe de um país ter como missão prioritária - além de muitas outras - defender a paz e não cultivar a violência. Mas o que se vê neste senhor é um desrespeito total ao povo que o elegeu quando se enfia de cabeça numa campanha para continuar sua dinastia. É ele quem manda em tudo, e por quanto tempo? Ontem o que vi na tevê foi um presidente ressentido, desrespeitoso, manipulador, maquiavélico e com um ódio voraz xingando o Serra de mentiroso. O que é ser mentiroso, meu caro presidente?! Eu não compro deboche, boçalidade nem prepotência. Tanto tempo no poder: oito anos viajando no AeroLula, vestindo roupa de grife internacional, representando o povo tupiniquim, usufruindo cama-e-mesa de bacana, mas nunca aprendeu a ser elegante. Nem de longe! É assustador e uma pena que o povo brasileiro não percebeu quem é o nosso representante. A massa está cega. Também pudera! São milhões de ignorantes sobrevivendo de esmola, bolsa família e circo.

AH, QUEM ME DERA ! ! !

Fotografia: Catarina Leitão, La Coruña - Espanha

SKANK canta pra mim “Vamos Fugir” de Gilberto Gil. É essa a vontade que nasce ultimamente. Fugir pra outro lugar, outra vibe, outro país, outros cheiros. Tenho uma enorme frustração que me corrói: a de não ter morado em outro país, conhecido outras línguas, ter quebrado a cabeça com outras coisas, impregnado minha vontade tal A Noviça Rebelde. Sabe, aquela coisa de precisar sair de Teresina na época da adolescência ou depois dos vinte anos?, pois é, eu não o fiz. É isso mesmo, eu não saí daqui pra viver longe e sozinha. Fui casar e cuidar de filhos e marido. E só em pensar nisso falta-me oxigênio varando os pulmões. Minha alma grita, pede um help, um maior desgoverno de mim, de escorrer por aí - a ermo, mas como?! Não dá mais, lo se. Mas, ainda assim, eu queria escapar de casa como se fosse chegar ao topo de um escorrega-bunda e cair no chão da Itália, Espanha, França, Inglaterra. Escorrer longe do meu roteiro “marromeno”, arrancar-me voada pelos cabelos da oportunidade ou até mesmo contrária à força das obrigações que me prendem. Queria ir ter longe dessa mesmice, com outra gente, outro povo, outras mentes, outras culturas, outros ares, outras possibilidades, outro destino.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

PARA CHLOÈ

terça-feira, 19 de outubro de 2010

SEM PALAVRAS

Fotografia: Celina Nery; modelo: Alice - 2010

A ARTE jamais morrerá enquanto viajarmos para algum lugar maravilhoso, ou em um filme antigo, ou em uma pintura que comova o coração, ou numa fotografia que congela um momento lindo, ou naquela música que toca a alma, ou até mesmo numa escrita - assim - vulgar. Tudo é expressão, é arte.

F Ê N I X

Fotografia: Celina Nery, Brasília - 2010

ALGO me inquieta esta manhã. O desassossego me tomou por inteira, estou ansiosa e não sei bem o porquê, ou sei, ou sei lá meu Pai. O espelho brinca comigo e me chama de incapaz jogando na lata o que minha consciência quer dizer. Eu queria tanto explodir essa sofreguidão sem ter que comer sentimentos. Meus olhos racham de tanto mirar-me e aí vêm as palavras: redenção, reflexão, resignação, metas. Faço as regras e depois as transgrido, no entanto, a ampulheta me consome agitando em pedaços. Xiii... é daqueles dias que a jiripoca vai piá! Olho minhas pálpebras caídas e penso na vida que eu poderia ter tido, ter feito, construído. Então percebo que poderia ser assim ou assado, ser tanta coisa diferente e choro sobre o celuloide derramado. Mas para quê? Já foi. Como diz a minha irmã Celi: “ - Sempre teremos Paris; ainda dá tempo pra conquistar muito, Sela...”. Quiçá ainda tenho mesmo Paris nos votos de objetivo e fé que me vestem. Volto pra cama cheia de "eu me proponho" e o sol delicadamente beija meu ombro. A força me acalma novamente. Ainda é cedo. Ouço os sons da manhã. O jardineiro do vizinho ameaça a grama com seu cortador barulhento; crianças passam alvoroçadas pela rua rumo à casa da frente para buscar seus presentes; os cachorros fazem festa no lixo da rua; buzinas antecedem o pulsar de meu coração sonolento; o pássaro – narcisista – bate-se em minha janela; o ritmo do reggae - da casa ao lado - invade minha alcova. Embora minhas palavras sejam poucas neste momento para expressar o que sinto, a vida está acontecendo lá fora, para meu desespero; o mundo não para esperando eu passar. Estas são as contradições da poesia, pobre de mim! Vida, feita de coisas simples. De dor e de sol.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

DO PRANTO

A FRAQUEZA da lágrima é a verdadeira força.

MINEIROS NÃO SERÃO OS MESMOS

33 homens confinados há 69 dias em um espaço de 50°m. Estresse, adversidade, adaptação emocional, fé, resiliência... Verdadeiros HERÓIS.

O MILAGRE DE DEUS PELO HOMEM

A HUMANIDADE repleta de egoísmo, individualismo e pequenez voltam seus olhos para a mina San José no deserto do Atacama. O Chile hoje é o cerne das atenções do planeta. Eis a questão: ainda dá para humanizar o lobo homem? Os mineiros viraram celebridades desse episódio fatídico, mas a única coisa positiva (se é que posso falar assim) desse drama sem precedentes, é que não precisarão mais trabalhar; ficarão ricos. Afinal eles merecem, e muito!

terça-feira, 12 de outubro de 2010

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS ! ! ! ! !

ESSA lindona aí com cara de felicidade é a ALICE - minha sobrinha-neta: clicada por sua tia e madrinha - Catarina Leitão. Esse é um momento mastercard. Impagável!!!

Lembro que fui uma criança feliz, criativa, alegre, cheia de imaginação, sentimental e também medrosa, mas meu medo era tão abstrato. O medo que uma criança sente hoje é concreto, pois o mundo virou de ponta a cabeça e nada será como já foi um dia. Eu era tanta coisa boa junto: uma menina abençoada, amada, afetuosa, sagaz. Oh, época maravilhosa! Da infância cheia de graça, doce, misteriosa, ingênua, mágica... Como não ser apaixonada pela inocência que pairava outrora!, sem essa vida hichteck de hoje, mas sim com a pureza, a doçura de ser criança da maneira adequada, sem nenhuma apelação da tevê, desses desenhos animados violentos, dessa cultura do consumismo, da força do mal etc. Quem não gostaria de ser criança - pelo menos um dia - outra vez.

sábado, 9 de outubro de 2010

DAS RECORDAÇÕES

Desde que me entendo por gente a minha vida foi bastante musical. Principiei o ouvido bem cedo nas melodias com as centenas de discos de vinil da casa de minha avó. Era uma coleção de bossa nova, MPB, samba, rock, brega, forró pé de serra, música negra, clássicos, românticos, música espanhola- italiana-francesa etc. Mas o que eu mais gostava além de ouvir os bolachões era tirar de dentro do plástico, limpar, organizá-los empilhando lado a lado por cantores e gêneros. Havia para todos os gostos de minhas tias amantes antenadas da música, e eu uma pequena aprendiz curiosa e atenta. Quase tudo que elas gostavam também era audível a mim. Ah, era impagável ver o prato rodando na rotação mais forte ou mais fraca. Eu brincava antes de escutar a canção acompanhando a agulha subindo e pousando no prato que girava, girava, girava... e eu ali encantada a me abastecer daquele prazer!

SWING E SAUDADE

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

ELIXIR DOS DEUSES

COISA mais interessante é a habilidade de um perfumista: inspirar-se, sentir, preparar, construir um cheiro. O processo do nascimento de um perfume é algo pra lá de mágico! Mais que um olfato apurado é o talento para explorar aromas com destreza e experiência de reconhecer as notas (de cabeça-coração-fundo) e os acordes que chegarão à fórmula exata. Odores que remetem nossos pensamentos há tempos indeléveis, a música, ao amor, a um momento gostoso de nossa vida, enfim... Saber o tema de cada perfume, seu poder inimaginável, sua originalidade, o caráter que ele imprime. É a lembrança que aviva o cérebro e deixa o rastro de nossa personalidade. Eis a virtude e o dom de um alquimista primoroso, cheio de mistério, emoção e dedicação. Pura arte.

  • AROMATICS ELIXIR - Eau de Parfum - Clinique; Notas: doce e amadeirado, com musgo de carvalho branco, jasmim, camomila e patchouli.

sábado, 2 de outubro de 2010

QUANDO FEVEREIRO CHEGAR...

AMO fevereiro! Não porque ainda é começo de ano nem porque - às vezes - é carnaval, mas porque ao que tudo indica será o mês em que minha CHLOÈ espalhará meu carinho e felicidade ao mundo. Com a graça de Deus terá festa para todos os que a esperam, além do mais marcará meu advento vovó; uma “Vovó Zona” cheia de sorte, muitos beijinhos, afagos, meiguice e amor para dar. Alegria, alegria, alegria...

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

O QUE EU FARIA SE FOSSE VOCÊ

Fotografia: Catarina Leitão, Julho de 2010

VOCÊ levanta todas as manhãs com a garra dos que querem vencer e atravessar os obstáculos, as pressões do cotidiano, suas auto cobranças. O interessante da adversidade que possa passar não deixa seu coração/mente/alma sem a robustez de caráter, mas sim com a mesma personalidade inquieta em SER MAIS e corresponder às próprias expectativas. Você sempre vê o lado bom das coisas e contamina os que estão à sua volta com uma força intensa que nasce das entranhas. Penso que esta é sua fórmula de viver para os dias de hoje, pois adequa-se facilmente ao novo, quebra seus grilhões, fura a oportunidade. Curioso! Você age com mais maturidade que eu, com mais jogo de cintura para as circunstâncias que eu, e é bem mais segura que eu na sua idade. Ah, o que eu faria se eu fosse você? A mesma coisa que você tem feito: se lançado diante dos sonhos e objetivos. Eu não mudaria nada, faria do mesmo jeito que você fez e continua fazendo... na peleja e com grande esperança. E o que você faria se fosse eu? Ah, essa posso acertar o alvo em cheio: você faria tudo diferente do que faço, jamais aceitaria o fracasso.

Eu

Simplesmente Selena